TJ-PR se compromete a resolver conflitos de moradia sem violência


O presidente do Tribunal de Justiça do Paraná (TJPR), desembargador Luiz Fernando Tomasi, se comprometeu a “resolver os conflitos [de moradia] com respeito à dignidade humana e sem violência”. 

 A declaração foi dada em resposta à demanda dos deputados estaduais Goura (PDT), Professor Lemos (PT) e Doutor Antenor (PT) que, alertados sobre possíveis reintegrações de posse que possam acontecer no período do recesso dos Poderes Legislativo e Judiciário, que ocorrem nos meses de dezembro de 2023 e janeiro de 2024, pediram que o tribunal não autorize reintegrações nesse período. 

Conforme o TJ, a preocupação dos deputados estaduais é relevante e o órgão tem monitorado as situações de conflito. Band News
Postagem Anterior Próxima Postagem